26 de abril de 2007

Obrigado Vóvó!

A Avó Gira está connosco há 7 anos... Há quase 50 que trabalha na Saúde e hoje faz 68 anos.

Aproveitando a apresentação pública do filme "Mudar", tentámos fazer uma homenagem a Hagira Rocondo Mussa, a nossa Conselheira, junto com grande parte dos colegas, técnicos da saúde, autoridades, financiadores e amigos. Foi uma manhã especial pelo carinho com que todos abraçámos a nossa Avó.



Tantos anos de sacrifício a cuidar dos mais necessitados, em condições inanarráveis, merecem mais do que esta simples tentativa. Deixo o repto a quem cuida deste país e dos seus...


Obrigado António pelas fotos. Obrigado colegas pelo trabalho. Obrigado Avó por tudo...

25 de abril de 2007

Salazar foi um...


Sobre os resultados do programa da RTP “Grandes Portugueses” e a visibilidade dos partidecos de extrema-direita...

A ditadura portuguesa foi a mais longa entre os países da Europa Ocidental: durou 48 anos.

A ditadura portuguesa restringiu e violentou de forma agonizante e ignóbil as liberdades e direitos fundamentais dos portugueses e dos diferentes povos das “antigas colónias”.

A ditadura portuguesa perseguiu, feriu e prendeu homens e mulheres com opiniões diferentes sobre o destino das suas próprias vidas e do seu país.

A ditadura portuguesa censurou e atentou contra a liberdade de imprensa e artística.

A ditadura portuguesa criou prisões e campos de concentração onde torturou, violou e assassinou homens e mulheres.

A ditadura portuguesa foi responsável por algumas das mais longas guerras de libertação em África, onde morreram e ficaram feridos dezenas de milhar de homens e mulheres.

A ditadura portuguesa permitiu massacres sobre civis durante as guerras de libertação em África.

A ditadura portuguesa foi responsável pela emigração massiva de centenas de milhar de portugueses, em busca de melhores condições de vida e de dignidade.

A ditadura portuguesa permitiu o abuso e a promiscuidade no relacionamento entre Estado e Igreja e, consequentemente, o condicionalismo e afunilamento de mentalidades e de valores.

A ditadura portuguesa promoveu uma cultura de medo, o provincianismo, o caciquismo, o facilitismo e a corrupção.

A ditadura portuguesa envergonhou e estigmatizou Portugal junto da Comunidade Internacional.

A ditadura portuguesa é responsável por grande parte das assimetrias sociais e do atraso económico, industrial e tecnológico do país.

A ditadura portuguesa criou um país com demasiados coitadinhos, acomodados, cobardes, machistas, chicos-espertos, tacanhos, burocratas, racistas, interesseiros, medíocres, analfabetos e invejosos.

A ditadura portuguesa teve no seu Governo durante 42 anos, em diferentes pastas, sendo a maior parte do tempo como Presidente do Conselho, um mesmo homem: António de Oliveira Salazar.

Salazar foi o principal responsável pela existência da ditadura portuguesa.

Salazar foi, por tudo isto, um energúmeno e não o melhor português de todos os tempos.

Quem não o percebe, só pode ser também um grandecíssimo energúmeno!


Vasco Coelho

8 de abril de 2007


Dia muito bem passado na Praia da Macaneta, com a malta espanhola e italiana do costume...
Frango assado e cerveja e calorias queimadas a correr com(o) os miudos da praia...
Às vezes é só isto que falta aos tugas manientos que por aqui se pavoneiam...

7 de abril de 2007

Dia da Mulher Moçambicana


Do norte de Moçambique vislumbro-te,
mulher que julga o mundo
através de uma foto indefesa.
Moçambicana coberta desse pigmento
que provem da terra,
pareces o que jamais no meu mundo existiu.
Esse pano que levas na cabeça,
é para te proteger do sol por demais quente?
Ou é para transpareceresos costumes do teu místico local?
Estátua imóvel no silêncio vivo,
olhas-me desafiando-me,
para onde me queres levar?
Olho-te...procurando saber que omites
com o teu olhar sábio,
procurando encontrar parecenças
comigo na tua expressão,
desejando sentir aquilo
que só tu me podes dar.
Mãe, avó, sábia, feiticeira,
protectora, simples mulher,
quem és tu mulher revestida
pela magia da nossa Mãe?
Nelson Ngungu Rossano - poeta neo-afro-lusomestiço
(Post Scriptum: nenhuma destas mulheres é moçambicana... algumas delas nem são mulheres. Perdoem-me as moçambicanas e todas as outras mulheres!)