21 de janeiro de 2009

Rita Redshoes em Leiria




O Golden Era ao vivo mostra-nos muito mais de tudo o que esta banda e desta enorme artista têm para nos oferecer. Ontem à noite, dissipei as poucas dúvidas que ainda tinha depois de com uma certa "desilusão" ouvir o álbum. Não é que não seja um excelente álbum de estreia, mas dá-me a sensação de que procuraram apresentar as coisas com demasiada perfeição, mas com alguma falta de energia criativa, que depois encontramos ao vivo, felizmente.



Juntamente com os The Gift e o David Fonseca, dentro do meu leque de gostos musicais, esta banda tem tudo para colocar a música portuguesa (indie, rock, pop) no mapa. Parece-me que têm tudo muito pensado até ao mínimo detalhe, para além do trabalho de criação e produção musical: imagem, cenografia, marketing, comunicação.

Parece-me que a Rita fez o seu percurso de aprendizagem e de preparação para chegar a este momento agora... e não antes.



Parece-me que soube investir e consolidar os seus conhecimentos (musicais, de língua inglesa, de expressão); soube aprender, observar e ouvir grandes músicos. O seu conhecimento da música em geral e da história da música é impressionante... Ora, isso significa inteligência e humildade.



Soube esperar a sua vez no panorama particular da música portuguesa que, apesar do enorme potencial criativo, tem um mercado demasiado exíguo.



Soube utilizar as novas teconologias e modelos de comunicação (blogs, Hi5, myspace, etc.) para preparar o seu aparecimento e imediata aceitação por parte do público. Ou seja, ela ou quem a está a apoiar são grandes profissionais, em tudo.



E ontem à noite, ainda nos fizeram a surpresa de proporcionar um dueto com o David Fonseca, na sua cidade. Perfeito!

Para saber mais sobre Rita Redshoes: