21 de março de 2009

Obama fala ao Povo do Irão


"Procuramos um compromisso que seja honesto e fundado no respeito mútuo"




Na mensagem enviada hoje em vídeo aos líderes a ao povo do Irão, e cujo texto divulgamos integralmente em baixo, Barack Obama aproveita o Ano Novo iraniano para apelar a uma mudança nas relações entre os dois países.




“Quero saudar hoje todos os que estão a celebrar o Nowruz [ano novo iraniano] em todo o mundo. Este feriado é não só um ritual como um momento de renovação, e espero que desfrutem esta época do ano com os amigos e a família. Gostaria em particular de falar directamente ao povo e aos líderes da República Islâmica do Irão. O Nowruz é apenas uma parte da vossa grande e reconhecida cultura. Durante séculos, a vossa arte, a vossa música, a literatura e a inovação fizeram do mundo um lugar melhor e mais bonito.




Aqui, nos Estados Unidos, os contributos dos americanos iranianos engrandeceram as nossas comunidades. Sabemos que são uma grande civilização e as vossas realizações merecem o respeito dos Estados Unidos e do mundo. Há quase três décadas que as relações entre as nossas nações são tensas. Mas esta festa recorda-nos a humanidade que nos é comum e que nos une. Na verdade, vão celebrar o vosso Ano Novo da mesma maneira que nós americanos festejamos os nossos feriados – visitando os amigos e a família, trocando prendas e notícias, e olhando para o futuro com um renovado sentido de esperança.




Nestas celebrações repousa a promessa de um novo dia, a promessa de novas oportunidades para os nossos filhos, de segurança das nossas famílias, do progresso das nossas comunidades e da paz entre as nações. São esperanças partilhadas, são sonhos comuns. Por isso, nesta estação de novos começos, gostaria de me dirigir claramente aos líderes iranianos. Temos sérias diferenças que cresceram com o tempo.




A minha Administração está comprometida com uma diplomacia dirigida a todo o leque de assuntos que enfrentamos, e aspira à criação de laços construtivos entre os Estados Unidos, o Irão e a comunidade internacional. Este processo não pode avançar com ameaças. Em vez disso procuramos um compromisso que seja honesto e fundado no respeito mútuo. Vocês também têm uma escolha. Os Estados Unidos querem que a República Islâmica do Irão ocupe o seu devido lugar na comunidade das nações. Têm esse direito – mas ele implica responsabilidades reias, e esse lugar não pode ser conseguido através do terror ou das armas, mas antes através de acções pacíficas que demonstrem a verdadeira grandeza do povo e da civilização iranianos. E a medida dessa grandiosidade não é a capacidade de destruir, é a vossa provada capacidade de construir e criar.




Por isso, por ocasião do vosso Ano Novo, desejo que vocês, o povo e os líderes do Irão, compreendam o futuro que procuramos. É um futuro com renovadas trocas entre os nossos povos e maiores oportunidades de parceria e comércio. Um futuro em que a velhas divisões são ultrapassadas, onde vocês, os vossos vizinhos e o mundo em geral possam viver em maior segurança e paz.




Sei que isso não será fácil de alcançar.




Há os que insistem em dizer que somos definidos pelas nossas diferenças.




Mas deixem-me lembrar-vos as palavras do poeta Saadi, há muitos anos atrás: “Os filhos de Adão são irmãos uns dos outros, pois foram criados de uma só essência.” Com a chegada da nova época lembramo-nos desta preciosa humanidade que todos partilhamos. E podemos uma vez mais apelar para este espírito ao procurarmos a promessa de um novo começo.




Obrigado e Eid-eh Shoma Mobarak [Feliz ano novo].





PÚBLICO