13 de novembro de 2011

Desafio



Há algumas semanas atrás, a minha amiga e escritora Márcia Cristina Lio Magalhães (http://marciacristinaliomagalhaes.blogspot.com/), do blog Poetar é Preciso, desafiou-me com este questionário, mas nunca encontrei o tempo necessário para responder. Entrego-o com a sensação de estar totalmente inacabado, já que vivo a 1200 Km da minha biblioteca pessoal e sei que deixo muitos títulos e autores de fora da minha “lista obrigatória”. Mas, enfim, fica aqui a minha tentativa...

1 - Existe um livro que relerias várias vezes?

A Ilha, de Aldous Huxley. Mas, simplesmente porque é o primeiro que me vem à mente... Mas, há muitos outros que poderia reler inúmeras vezes.


2 -Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?

Devia ser realmente chato, porque nem me lembro do título...


3 -Se escolhesses um livro para ler no resto da tua vida, qual seria?
O Jogo do Mundo, de Julio Cortázar, porque cada vez que o lemos descobrimos novas facetas. Ainda por cima, podemos também escolher a ordem dos capítulos e assim reinventar a(s) história(s)... Poesia Toda, de Herberto Hélder, também seria uma eleição, sem dúvida. Ou (por que não?) Ilíada e Odisseia, de Homero, Os Lusíadas, de Luís Vaz de Camões, Don Quijote de la Mancha, de Cervantes...

4 -Que livro gostarias de ter lido mas que, por algum motivo, nunca leste?
À la recherche du temps perdu, de Marcel Proust
E um sem-número de grandes clássicos, como Lolita (Vladimir Nabokov) ou Guerra e Paz (Lev Tolstoi)... A Divina Comédia, de Dante Alighieri... Ulisses, de James Joyce.
A lista é infinita, (in)felizmente!

5 -Que livro leste cuja «cena final» jamais conseguiste esquecer?
Não sei precisar, mas, ultimamente, cada parágrafo que leio de Valter Hugo Mãe surpreende-me e deixa-me ansioso pelo seguinte...

6 -Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual o tipo de leitura?
Sobretudo literatura infantil das colecções:
Uma Aventura (Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães)
Viagens no Tempo (Isabel Alçada e Ana Maria Magalhães)
Triângulo Jota (Álvaro Magalhães)
O Clube das Chaves (Maria Teresa Maia Gonzalez e Maria do Rosário Pedreira)

Ou livros da Alice Vieira, como:
A Espada do Rei Afonso
Chocolate à Chuva
Este Rei que eu escolhi
Águas de Verão
Flor de Mel
Viagem à Roda do meu nome
Às dez a porta fecha
Úrsula, a Maior

E da Sophia de Melo Breyner:
A Menina do Mar
A Fada Oriana
O Cavaleiro da Dinamarca
O Rapaz de Bronze
A Floresta

O Principezinho (Antoine de Saint-Exupéry)

Mas, também me lembro que li alguma coisa de António Torrado e da Maria Alberta Menéres.


Além destes, li também vários livros das colecções de Astérix, de Tintin e Lucky Luke...

Além da literatura infantil também comecei a interessar-me por livros de História e de Geografia, por influência da minha mãe, com certeza...

7 - Qual o livro que achaste chato, mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
A Sibila, de Agustina Bessa-Luís, e só o li porque era obrigatório...
8 -Indica alguns dos teus livros/Autores preferidos.
Só indicarei romances, contos, poesia e alguma ou outra peça teatral... Deixo de parte livros de ensaio ou de análise social, histórica, política e/ou filosófica ou sobre temas de Actualidade, que também me interessam muito e são os que mais leio neste momento... E também não refiro nenhum livro com crónicas de viagens, que normalmente fazem parte dos meus hábitos de leitura. 

O Banqueiro Anarquista (Fernando Pessoa)
Cartas a um Jovem Poeta (Rainer Maria Rilke)
Loucura... (Mário de Sá-Carneiro)
Vinte poemas de amor e uma canção desesperada (Pablo Neruda)
A Montanha Mágica (Thomas Mann)
A Princesa (D.H. Lawrence)
A Ilha (Aldous Huxley)
Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley)
Regresso ao Admirável Mundo Novo (Aldous Huxley)
Geração Perdida (Aldous Huxley)
Memoria de mis putas tristes (Gabriel García Márquez)
O estrangeiro (Albert Camus)
A queda (Albert Camus)
As moscas (Jean-Paul Sartre)
As Vinhas da Ira (John Steinbeck)
1984 (George Orwell)
O Triunfo dos Porcos (George Orwell)
O Velho e o Mar (Ernest Hemingway)
Uma longa história (Günter Grass)
O barco Bêbado (Arthur Rimbaud)
As Flores do Mal (Charles Baudelaire)
O Jogo do Mundo (Julio Cortázar)
Vinte anos e um dia (Jorge Semprún)
Viento del Pueblo (Miguel Hernández)
Campos de Castilla (Antonio Machado)
Bodas de Sangre (Federico García Lorca)
Aparição (Vergílio Ferreira)
Segura-te ao meu peito em chamas (Possidónio Cachapa)
O Medo (Al Berto)
O Amor é Fodido (Miguel Esteves Cardoso)
Poesia Toda (Herberto Hélder)
O Livro (José Luís Peixoto)
A máquina de fazer espanhóis (Valter Hugo Mãe)
O filho de mil homens (Valter Hugo Mãe)
Pátria (Robert Harris)
Bichos (Miguel Torga)
Contos da Montanha (Miguel Torga)
O sentimento de um ocidental (Cesário Verde)
Memorial do Convento (José Saramago)
A Jangada de Pedra (José Saramago)
Ensaio sobre a Cegueira (José Saramago)
Ensaio sobre a Lucidez (José Saramago)
As Intermitência da Morte (José Saramago)
A Viagem do Elefante (José Saramago)
Caim (José Saramago)
Crónica dos Bons Malandros (Mário Zambujal)
O Delfim (José Cardoso Pires)
A Sombra do Vento (Carlos Ruiz Zafón)
Um dia de cólera (Arturo Pérez-Reverte
El hombre sentimental (Javier Marías)
El médico de Ifni (Javier Reverte)
Jo confesso (Jaume Cabré)
O Fio das Missangas (Mia Couto)
Terra Sonâmbula (Mia Couto)
A Varanda de Frangipani (Mia Couto)
O último vôo do Flamingo (Mia Couto)
Um Rio chamado Tempo, uma Casa chamada Terra (Mia Couto)
Venenos de Deus, Remédios do Diabo (Mia Couto)
Jesusalém (Mia Couto)
Milagrário Pessoal (José Eduardo Agualusa)
Barroco Tropical (José Eduardo Agualusa)
Bom Dia Camaradas (Ondjaki)
O livro dos mandarins (Ricardo Lísias)
O Rastro do Jaguar (Murilo Carvalho)

e tantos, tantos e tantos outros...



9 – Que livros estás a ler?


Jonathan Franzen: Libertad (Freedom), numa edição em castelhano.
Erasmo de Rotterdam: Elogio de la estupidez, também em castelhano.
10 - Indica 10 amigos para responderem a este inquérito.