20 de agosto de 2013

Dia Mundial da Ajuda Humanitária: Mensagem do Secretário-Geral da ONU



Todos os anos, a 19 de Agosto, assinalamos o Dia Mundial da Ajuda Humanitária em homenagem aos trabalhadores humanitários que perdem a vida no exercício das suas funções.

Comemoramos o seu sacrifício e reafirmamos o nosso compromisso com o trabalho de salvar vidas que os trabalhadores humanitários levam a cabo em todo o mundo, todos os dias, frequentemente em circunstâncias difíceis e perigosas onde outros não podem ou não querem ir.

Este ano, a celebração assinala o 10º aniversário do ataque ao escritório das Nações Unidas em Bagdad, que vitimou o Representante Especial Sérgio Vieira de Mello e outros 21 colegas e parceiros das Nações Unidas. Essa tragédia foi um dos aspectos que inspiraram este Dia.

Sérgio foi um firme defensor dos valores e da missão das Nações Unidas. Tocou a vida de todas as pessoas que o conheceram e ajudou milhões de pobres e pessoas vulneráveis numa vida consagrada ao serviço da Organização em diferentes continentes. A sua morte foi uma grande perda para as Nações Unidas, mas o seu legado motivou muitas pessoas a dedicar-se ao trabalho humanitário.

Este ano, a nossa campanha do Dia Mundial da Ajuda Humanitária pede às pessoas que respondam à questão: “De que é que acha que o mundo necessita mais?”. Exorto as pessoas, em toda a parte, a irem ahttp://worldhumanitarianday.org/ e a dizerem-nos, numa palavra, o que pensam.

A minha resposta é “trabalho de equipa”. Num tempo de desafios globais, as pessoas e os países precisam de trabalhar em conjunto pela causa comum da paz, justiça, dignidade e desenvolvimento. Esse é o espírito humanitário. Esse é o imperativo humanitário das Nações Unidas.